Breaking nas olimpíadas em Paris 2024

Breaking nas olimpíadas em Paris 2024? Como assim? Breaking não é dança? Vai virar esporte?

Peraí vamos com calma, vêm com a gente que vamos te explicar. Por incrível que pareça essa notícia por mais recente que seja na internet, já está causando o maior frisson e confusão entre os dançarinos urbanos, a comunidade Breaking e até nos fãs da dança que só acompanham uma vez por ano o maior evento de Dança Breaking individual do mundo o “Red Bull BC One”.

O Breaking continua sendo dança e não deixará de participar da cultura Hip Hop, para os mais temerosos adeptos. Porém agora ele ganha mais novo espaço “O Esporte”, isso mesmo e sua participação já começou ano passado em 2018, pois o breaking fez a sua estreia dentro dos Jogos Mundiais da Juventude em Bueno Aires na Argentina.

Mas por que o Breaking nas Olimpíadas? Muito simples meu amigo internauta, isso acontece por que a dança breaking tem se universalizado e se popularizando muito entre as crianças e os jovens pelos últimos anos no mundo todo, despertando assim olhares dos comitês para essa forma artística e possivelmente desportiva. Tá! Mas e aí?! OBreaking vai mesmo para os jogos olímpicos em paris em 2024 em Paris? Sim e Não.

Sim, O Comitê Organizador dos jogos em Paris 2024 se reuniu no último dia 20 em Paris, onde irá propor ao Comitê Olímpico Internacional (COI) que querem incluir o Breaking em seu programa de competições além de escalada, surfe e skate. A organização poderia propor convite para até cinco modalidades novas na grande competição, mas preferiu indicar somente quatro, sendo o breaking o mais surpreendente.

Não, as quatro novas modalidades (escalada, surfe, skate e breaking), contudo, ainda não estão garantidas nos jogos de Paris-2024. A decisão final cabe ao COI, em reunião que deve ser realizada em dezembro de 2020, meses após o fim da Olimpíada de Tóquio. Mas a entidade já indicou estar aberta a modalidades que consigam atrair mais atenção dos jovens. Conclusão: esperemos até dezembro de 2020 pra sabermos o resultado.

Contribuição por:

Samir S.Santos

Profissional em Danças Urbanas, Produtor Cultural e Breaker

Gostou do post, quer saber mais sobre Breaking nos jogos olímpicos? Acompanhe o SPDRJ nas nossas redes sociais pra saber mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *